Estudo liga produtos de limpeza a asma em adultos

Pesquisa britânica lista profissões de risco para desenvolvimento da doença

Pessoas que trabalham com produtos de limpeza têm mais risco de ter asma, segundo especialistas britânicos, que publicaram uma pesquisa sobre o tema na revista médica Thorax.

O estudo, do qual participaram mais de 7.000 pessoas, sugere que a exposição a alvejantes e outros produtos químicos está ligada a um em cada seis casos de britânicos que desenvolveram asma depois dos 50 anos.

Ele identifica 18 ocupações de alto risco – quatro das quais seriam ligadas ao setor de limpeza.

No topo da lista estão agricultores, mecânicos de aeronaves e tipógrafos, mas ela também inclui faxineiros, faxineiros de escritório, empregadas domésticas, cuidadores, cabeleireiros e funcionários de lavanderia.

Segundo especialistas, a culpa pela maior incidência de asma parece ser do ambiente de trabalho desses profissionais e não das atividades que eles desenvolvem em seu dia a dia.

Partículas inaladas

Muitos produtos têm sido associados à asma, entre eles farinha, grãos e diferentes tipos de detergente.

Quando partículas muito finas de substâncias presentes nesses produtos são inaladas, acabam causando irritações.

A cientista Rebecca Ghosh, que coordenou o estudo, diz que produtos de limpeza também já estão começando a ser reconhecidos como uma potencial causa de asma. Por isso, há instruções sobre procedimentos padrões para o uso seguro desses produtos.

Site melhor visualizado no Google Chrome e Mozilla Firefox

Copyright 2012 - Apcef Saúde Pernambuco - Todos os direitos reservados